Não perca novas informações.

Inscreva-se agora!

© 2019 por Elisheva Editora.

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey LinkedIn Icon

Quem somos

Somos uma instituição de ensino viva, do qual forma, equipa e capacita líderes, em seu mais amplo viés acadêmico, voltada para a formação do indivíduo em sua maior abrangência no que tange a educação, acreditamos nas mais amplas facetas dos saberes e na ética da existência humana, e abrimos as nossas portas para todos aqueles que desejam uma nova experiência educacional. 

 

Somos pessoas comprometidas com o cordeiro, uma instituição privada pró-Israel, de serviço educacional, unindo a Igreja a Israel, visando o crescimento e a expansão do reino de nosso S-nhor e salvador Ieshua Há Mashiach, para nações sofridas, ministérios e ministros feridos, igrejas em situação de abandono, que queira ter a visão dos seguidores de Ieshua (Jesus) do 1º século, vidas em risco e no abandono, no meio das incertezas ou aprisionadas por condições espirituais, emocionais, físicas ou afetivas.

 

Instituto Judaico Messiânico nasceu de um sonho e de um latente desejo de reavivamento e restauração de um povo, de uma noiva, em uma terra que clama por ajuda e que geme pelo preço do pecado e pelo sangue inocente derramado. Terra está consagrada a inúmeros demônios e entidades demoníacas ao longo de sua existência e de sua história, lações a fio de idolatria e reverência a deuses pagãos, se esquecendo do D-us vivo, o D-us de Israel. Ao longo da nossa história de abusos e escravidão, deperda de valores da vida e da degradação do ser, na imagem e semelhança de seu criador.

 

O Nome fantasia e o nome empresarial foi escolhido em virtude de um tempo profético em que o Brasil seria um celeiro para as nações, após passarmos por inúmeras dificuldades e aprendizados quanto à clara visão do Eterno para as nossas vidas, logo clamamos por este cumprimento, crendo que o Eterno se faz presente em nossas vidas. Hoje temos esta empresa como um viés jurídico e de educação para apoio de ministérios não só como uma direção do S-nhor para as nossas vidas, mas também como um chamado para o ide. O nosso maior foco nestes dias tem sido em qualidade de tempo em oração, intercessão e em aconselhamento ministerial, pois temos visto uma drástica mudança na atmosfera de dificuldades quando investimos tempo com qualidade em oração.

 

Nossa mensagem está baseada na necessidade que a Igreja tem, como um todo harmônico, de levantar-se e voltar-se às suas raízes bíblicas, históricas e proféticas. E estas raízes estão justamente cm a nação de Israel. Nossa proposta está fundamentada na bíblia, na história e geografia de um povo espalhado entre nações e agora em Israel, tendo uma visão profética, na Palavra de D-us, visando um retorno em amor à Israel como povo, nação, mandamentos e estatutos eternos do S-nhor, tendo como base a palavra de D-us em seu original, sem a manipulação do homem ou de uma sociedade ou religião, pois somos parte integrante do mesmo corpo e participantes das mesmas coisas – sejam elas boas ou ruins – pois o S-nhor enxertou a Igreja (povos e nações, que não são judeus ou descendentes) em Israel (Romanos 11), gerando assim unidade na pluralidade.

 

Em sua soberania, o Pai Celestial está, neste tempo, restaurando seu povo para o triunfal e definitivo estabelecimento do Seu Reino. Os que estão com os ouvidos atentos já podem ouvir o som do shofar do Eterno D-us, e ele anuncia que D-us já reservou para a sua Igreja uma missão especial, que é, como servo fiel, tomar a iniciativa no estreitamento de relações com Israel no mesmo sentido acima mencionado, dando os passos imprescindíveis para o cumprimento dos últimos sinais do tempo do fim.
“Quem tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas” (Guilyana 2:7)  (Apocalipse 2:7).

Nossa Missão

A missão do Instituto Judaico Messiânico é de unir todos os povos que de fato confessam o senhorio de Ieshua, em um povo, trazendo a noiva do cordeiro em unidade com o padrão do Eterno, levantar um povo biblicamente instruído, que aplica as Escrituras ás suas vidas e que adora ao S-nhor D-us de Israel como seu único S-nhor.

 

Temos como missão o cumprimento desse chamado ao mantermos uma vida pessoal de devoção e adoração, mantendo uma vida de santidade que será criada através da oração individual, juntamente com o corpo do Mashiach, com os irmãos ao redor do mundo e os nossos pares ministeriais (líderes), sejam eles judeus ou não judeus.

 

Desejamos ministrar aos que têm fome e sede do S-nhor, não importando a situação em que esteja que tenha fome de conhecimento, que possuam um coração pronto, disposto e disponível para o chamado do S-nhor, que tenha um coração sensível e ensinável. Levando-o a libertação pessoal e individual do ser, através do conhecimento, acompanhando-o no crescimento e desenvolvimento de seu chamado (ministério) pelo Eterno, preparando-o para o ide, na tentativa de fazer deles discípulos, levando-os para Ieshua como autor e consumidor de sua fé.

 

Faremos isso através de uma equipe de líderes, pessoas treinadas, testadas e aprovadas pelo S-nhor, que tenham um caráter confiável. As mesmas conduzirão reuniões públicas e/ou particulares, onde necessário for, onde haverá liberdade de adoração, louvor, ensinamento Bíblico e ministrações pessoais ou coletivas, através da aplicação de todos os dons espirituais disponíveis, permitindo o mover do Espírito Santo como dirigente e autor dos momentos acima mencionados, tendo a Bíblia em seu original como parâmetro em todas as coisas.

 

Colocamos a disposição, de qualquer pessoa materiais de ensino judaico messiânicos em seus originais com tradução direta através do Seminário Teológico em:
•    CDs,
•    DVDs,
•    Livros, 
•    Apostilas,
•    Jornais, 
•    Revistas, 
•    Aulas à distância e presenciais,
•    Workshop, Seminários e conferências,
•    Materiais de adoração e louvor,
•    Materiais de pesquisa Bíblica.

 

O S-nhor nos dá uma ordem, de irmos por todo o mundo e pregarmos as Boas Novas do Cordeiro (Evangelho) para toda a criatura. De preparar o caminho do Senhor, levando a palavra de arrependimento e proporcionando a restauração da noiva do Cordeiro, em virtude disso, nos colocamos à disposição para o serviço do ide, por onde o Eterno nos enviar.
Nosso clamor é que o Reino de nosso Senhor se estabeleça e que o governo d’Ele faça a diferença, reconhecemos que necessitamos de seu senhorio e de seu governo para nos instruir, entendemos que a nossa vontade não está conforme as perfeições do reino de nosso S-nhor por isso nós confessamos que nossa busca e contínua a fazer o que é de sua vontade, da forma d’Ele e no tempo d’Ele, Glórias a Ele!
Todos os direitos reservados para equipes

Nosso Alvo

Autorizações e Validades

Yesha'yahu (Isaías) 52 fala do cativeiro do povo do Eterno continuando a explicação do texto em Yesha'yahu (Isaías) 51:14, pois o povo estava preso e não sabia como enfrentar todos os problemas que vinham decorrentes do cativeiro.
Yesha'yahu (Isaías) já estava perdida em relação ao seu relacionamento com o Eterno, mas o Eterno de Israel não se esqueceu da nação escolhida e fez com que o povo novamente percebesse o Seu poderio e as Suas promessas, por isso o Eterno exorta Israel a não temer o que Satanás, principados, potestades, legiões demoníacas e o próprio homem poderiam fazer contra ela. O inimigo assolava o povo escolhido colocando em suas mentes e corações sofrimento, dúvida, dor e angústia (medo), mas o Eterno lembra ao povo dos primórdios da criação de tudo.

 

A partir de Yesha'yahu (Isaías) 51:17 o Eterno volta-se para Israel e “desperta-a” para o novo direcionamento que Ele estará fazendo na vida da nação. O povo pereceu durante o cativeiro, mas o Eterno começará a amparar o seu povo e a guerrear contra aqueles que foram contra os escolhidos, contra os que os fizeram cativos. O Eterno também é o D-us da justiça, da guerra e da ira. O povo não mais confiava naquilo que o Pai havia prometido para o seu povo e em uma visão futura a uma nação e por isso ela foi humilhada, pisoteada e suja.

 

Em Yesha'yahu (Isaías) 52, novamente Ele exorta o povo a abrir seus olhos para aquilo que Ele tem de privilégio para ela, a nação – o povo escolhido. D-us manda para que Jerusalém se adorne com os vestidos formosos, os quais são para a festa, bodas do cordeiro e também coloca que não mais haverá imundice na cidade santa, ou seja, o Eterno escolherá quem fica e quem sai da cidade e fará isto se cumprir.

 

Após tanto tempo em cativeiro o Eterno manda Israel sacudir o pó e soltar as ataduras, em outras palavras, sair do cativeiro, limpar-se espiritualmente e fisicamente, voltar os seus caminhos ao D-us de Israel, jogar fora os trapos de roupas que sobraram e também os utensílios prisionais.

 

Israel foi raptada sem saber o motivo e nem foi comprada, simplesmente foi feita escrava de nações, povos, credos e pessoas, não se esquecendo das opressões demoníacas e o fardo de entoar louvor para o amado de suas almas em terra estranha e no meio de um povo idólatra com tanta opressão.

 

O povo havia saído para peregrinar, mas foi surpreendido. Agora o Eterno está em prontidão para começar a ceifar a todos aqueles que blasfemarem contra o povo escolhido e também o nome do Eterno; assim os povos saberão que o Eterno é D-us, de toda a criação e Israel novamente será relembrada como povo escolhido.

 

O Eterno agrada-se daqueles que anunciam as boas-novas, que prepara o caminho, daqueles que estão na obra e nos mistérios d’Ele. Assim será conhecida Óh Jerusalém, poiso Eterno sairá do seu lugar para colocar Sua mão a favor de Seu povo, assim todos conhecerão que a salvação vem do Eterno através de Ieshua Há Mashiach.
D-us manda que não toqueis e nem ficais no meio das coisas imundas (condição de vida fora dos padrões de D-us) e ordena a purificação do povo no corpo, na alma e no espírito. O povo não será mais opresso, mas a partir de agora o Eterno será a retaguarda e a sua dianteira. É Ele quem abrirá a frente de batalha e pleiteará avante os homens, é o Eterno e não mais o povo escolhido – Israel.

 

Adendo nosso: Povo escolhido, povo do Eterno desperta, desperta, bate a poeira e sacode o pó, pois o teu socorro já chegou. E Ieshua (Jesus) verdadeiramente é o Há Mashiach (o Messias), então nós dizemos “que venha o Seu reino. Que o seu senhorio seja estabelecido nos quatro cantos desta Terra e que o seu remanescente se levante de todas as extremidades e a uma só voz com os arcanjos, anjos querubins e serafins dizendo:
“Santo, Santo, Santo é o Senhor D-us do universo, e que verdadeiramente os céus e a terra proclamam a Sua glória, Seu senhorio e Sua Justiça”.

O Centro Educacional Judaico Messiânico Ltda. – EPP, funcionando sob a epígrafe de Instituto Judaico Messiânico é uma instituição de cunho científico, educacional e cultural, enraizados na estrutura histórica e espiritual de um povo singular, sendo este semita, amparado pelo processo histórico, político e econômico deste mesmo povo, com os respaldos sociais de tais fatos, gravados nos mais amplos meios de existência humana e religiosa em sua essência, embasado nos originais bíblicos inquestionáveis e dito infalível, e pelo Estado Brasileiro, devidamente protegido pela Constituição Federal em seu 5º artigo e atestados pelos mais variados cientistas no mundo, promovendo o intercâmbio de profunda formação e informação neste campo. 

 

Vale lembrar que tal ensino não existe até então no Brasil amplamente ofertado a não ser neste centro de educação com o respaldo de Israel, promovendo intercâmbio cultural e estudantil para as mais variadas idades e tipos de estudo.
Tal instituição só se faz possível a sua real existência de forma privada, sem a intervenção do estado, com investimentos oriundos de pessoas que amam este campo e apoiam toda a sua produção pedagógica de educação pautada em tais raízes, sejam eles cursos de extensão, especialização (mestrado e doutorado) e até mesmo graduação, sendo toda a estrutura de livre pensamento filosófico e religioso, neste caso Judaico Messiânico como um curso livre no sentido de amplos saberes. 
Então vamos aos fatos, oriundos de tal defesa e justificativa.

 

1.    Fato de lei.
O DECRETO-LEI Nº. 1051/69 autoriza a validação dos estudos “aos portadores de diploma de cursos realizados em Seminários Maiores, Faculdades Teológicas ou instituições equivalentes de qualquer confissão religiosa” (Art. 1º) este é o nosso caso e onde nos enquadramos. 
“Como o ensino militar o ensino religioso foge as limitações dos sistemas vigentes” (Par. 286/81). Tais cursos são ditos “livres”, não necessitando de prévia autorização para funcionamento nem de posterior reconhecimento do Conselho de Educação Competente. 

 

2.    Fato Jurídico
A jurisprudência do Conselho Federal de Educação tem sido e sempre foi no sentido de declarar-lhes a equivalência, de acordo com regras amplas e flexíveis, é o que se depreende da leitura da Lei de 1821/53, do Decreto 34.330/53, dos pareceres do CFE, nº 279-64 (doc. 31 p.69) e nº. 884/65 (doc. 92 p. 60) e nº. 3174/77 (Doc. 204 p.17) entre outros.

 

3.    Fato Internacional.
Leis Internacionais e Portarias relacionadas ao pastoreado e suas funções determinantes de atuação Religiosa no mundo:
•    Princípio da Paz e Segurança aferida na Carta da ONU art. 1, parágrafo 1, Capítulo 1 de 26 de junho de 1945; 
•    Da Cooperação Internacional do mesmo ano de 1945 na Carta da ONU art. 1, Capítulo 1, parágrafo 3 de 26 de junho e Art. 5° da Constituição Federal, XIII e art.7° a 9° e Artigo 5° – VI; VII e XVI; 205 e 215 da Constituição Federal do Brasil e Artigo 24 da Lei Federal n° 7.210, de 11 de junho de 1984.

 

Logo, para o amplo saber, a todos que nos acessam de alguma forma, tudo isso se faz público, por meios eletrônicos e impressos para a pesquisa em larga escala e suas devidas validações.

o. É fácil.

No que cremos

1.    Nós cremos na Bíblia?
A Bíblia consiste na Torah e na Tanach (Escrituras Sagradas) e os escritos mais comumente conhecidos como os da Brit Hadasha (Nova Aliança). Cremos, portanto, que a Torah é a Brit Hadasha sejam as únicas palavras, de fato infalível e autoritativa de D-us. Reconhecemos a Bíblia como um todo sendo inspirada pelo Espírito do Eterno através de homens. Reconhecemos a sua inspiração divina, e aceitamos os seus ensinamentos como a nossa autoridade final em todas as questões de fé e vida comum, como se pode atestar por meio das seguintes passagens:

 

Devarim - Deuteronômio 6:4-6; “Ouve, Israel, o S-NHOR nosso D-us é o único S-NHOR Amarás, pois, o S-NHOR teu D-us de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças e estas palavras, que hoje te ordeno, estarão no teu coração”. Comentários: Cremos que o Eterno é Um e Único, sendo que Ele é o único em que podemos adorar, comprometendo-nos em todas as formas a amá-lo acima de todas as coisas inclusive de nós mesmos, esse versículo é a oração máxima do judaísmo o famoso (Shemá). Vale lembrar aqui também as suas manifestações no filho Yeshua (verbo em carne – matéria) também como D-us, por conter a essência do Pai, e no Espírito Santo, por ser o próprio Espírito do Eterno se movendo no mundo e no homem, Bendito Seja o seu Nome.

 

Mishle Shelomoh - Provérbios 03: 1-6; “Filho meu, não te esqueças da minha lei, e o teu coração guarde os meus mandamentos. Porque eles aumentarão os teus dias e te acrescentarão anos de vida e paz. Não te desamparem a benignidade e a fidelidade; ata-as ao teu pescoço; escreve-as na tábua do teu coração. E acharás graça e bom entendimento aos olhos de D-us e do homem. Confia no S-NHOR de todo o teu coração, e não te estribes no teu próprio entendimento. Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas”. Comentários: Vemos aqui não só como lei, mas sim como ensino também, pois o novo testamento é um reflexo do antigo testamento. Também cremos que as escrituras sagradas nos norteiam no que tange a vida prática em nossos dias.

 

Tehilim - Salmos 119:89,105; “Lámed. Para sempre, ó S-NHOR, a tua palavra permanece no céu Nun. Lâmpada para os meus pés é tua palavra, e luz para o meu caminho”. Comentários: Cremos que a direção infalível do Eterno para os nossos dias se encontra integralmente na palavra, logo atribuímos as escrituras sagradas o mais alto prestígio sendo que não há outro sistema de governo que se iguala a ela. Entendemos que o governo bíblico é teocrata e monárquico.

 

Yeshayahu - Isaías 48:12-16; “Dá-me ouvidos, ó Jacó, e tu, ó Israel, a quem chamei; eu sou o mesmo, eu o primeiro, eu também o último. Também a minha mão fundou a terra, e a minha destra mediu os céus a palmos; eu os chamarei, e aparecerão juntos. Ajuntai-vos todos vôs, e ouvi: Quem, dentre eles, tem anunciado estas coisas? O S-NHOR o amou, e executará a sua vontade contra babilônia, e o seu braço será contra os caldeus. Eu, o tenho falado; também já o chamei, e o trarei, e farei próspero o seu caminho. Chegai-vos a mim, ouvi isto: Não falei em segredo desde o princípio; desde o tempo em que aquilo se fez eu estava ali, e agora o S-nhor D-US me enviou a mim, e o seu Espírito”. Comentários: Entendemos claramente que não podemos de modo algum nos usar das escrituras para fazer um “fast food” bíblico ou religioso nos usando somente das passagens que nos favorece e sim se usando de todo o conteúdo bíblico em prol de nosso próprio crescimento, preservação e ganho de maturidade espiritual.

 

Ruhomayah - Ruhomayah - Romanos 8:14-17; “Porque todos os que são guiados pelo Espírito de D-us, esses são filhos de D-us. Porque não recebestes o espírito de escravidão, para outra vez estardes em temor, mas recebestes o Espírito de adoção de filhos, pelo qual clamamos: Aba, Pai. O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de D-us. E, se nós somos filhos, somos logo herdeiros também, herdeiros de D-us, e coerdeiros de Cristo: se é certo que com ele padecemos, para que também com ele sejamos glorificados”. Comentários: Cremos na multiforme manifestação do Ruach Elohim em nosso meio.

 

Timoteus Beit - 2 Timóteo 2:15; “Procura apresentar-te a D-us aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade”. Comentários: Procuramos viver de forma agradável ao Eterno com respaldo bíblico e testamentário, cuidando das coisas do reino, sabendo que Ele cuidará das nossas em todas as formas.

 

Timoteus Beit - 2 Timóteo 3:16-17; “Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para corrigir, para instruir em justiça; para que o homem de D-us seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra”. Comentários: Cremos e estudamos a totalidade bíblica, mas não em sua forma romanizada e sim judaica com a pessoa do Messias sendo o centro.

2.    Nós Cremos em D-us Pai, Abba?
Não iremos comentar os versículos abaixo por se tratarem explicitamente de como cremos em D-us Pai.

 

Yochanan - João 6:27; “Trabalhai, não pela comida que perece, mas pela comida que permanece para a vida eterna, a qual o Filho do homem vos dará; porque a este o Pai, D-us, o selou”.

 

Curintayah Alef - 1 Coríntios 1:3; “Graça e paz da parte de D-us nosso Pai, e do S-nhor Jesus Cristo”.

 

Galutyah - Gálatas 1:1; ”Paulo, apóstolo (não da parte dos homens, nem por homem algum, mas por Jesus Cristo, e por D-us Pai, que o ressuscitou dentre os mortos),

 

Guilyana - Revelações 3:5,21; “O que vencer será vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida; e confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante dos seus anjos. Ao que vencer lhe concederei que se assente comigo no meu trono; assim como eu venci, e me assentei com meu Pai no seu trono”.

 

Yirmeyahu - Jeremias 3:4,19; “Ao menos desde agora não chamarás por mim, dizendo: Pai meu, tu és o guia da minha mocidade? Mas eu dizia: Como te porei entre os filhos, e te darei a terra desejável, a excelente herança dos exércitos das nações? Mas eu disse: Tu me chamarás meu pai, e de mim não te desviarás”.

 

Yirmeyahu - Jeremias 31:9; “Virão com choro, e com súplicas os levarei; guiá-los-ei aos ribeiros de águas, por caminho direito, no qual não tropeçarão, porque sou um pai para Israel, e Efraim é o meu primogênito”.

 

Malakhi - Malaquias 1:6; “O filho honra o pai, e o servo o seu senhor; se eu sou pai, onde está a minha honra? E, se eu sou senhor, onde está o meu temor? Diz o S-NHOR dos Exércitos a vós, ó sacerdotes, que desprezais o meu nome. E vós dizeis: Em que nós temos desprezado o teu nome”?

 

Matitiyahu - Mateus 6:9,32; “Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; (Porque todas estas coisas os gentios procuram). De certo vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas”;
Lucas - Lucas 10:21-22; “Naquela mesma hora se alegrou Jesus no Espírito Santo, e disse: Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, que escondeste estas coisas aos sábios e inteligentes, e as revelaste às criancinhas; assim é, ó Pai, porque assim te aprouve. Tudo por meu Pai me foi entregue; e ninguém conhece quem é o Filho senão o Pai, nem quem é o Pai senão o Filho, e aquele a quem o Filho o quiser revelar.

 

Yochanan - João 1:14; “E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade”.

 

Yochanan - João 4:23; “Mas à hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem”.

 

Yochanan - João 5:17-26; “E Jesus lhes respondeu: Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também. Por isso, pois, os judeus ainda mais procuravam matá-lo, porque não só quebrantava o sábado, mas também dizia que D-us era seu próprio Pai, fazendo-se igual a D-us. Mas Jesus respondeu, e disse-lhes: Na verdade, na verdade vos digo que o Filho por si mesmo não pode fazer coisa alguma, se o não vir fazer o Pai; porque tudo quanto ele faz, o Filho o faz igualmente. Porque o Pai ama o Filho, e mostra-lhe tudo o que faz; e ele lhe mostrará maiores obras do que estas, para que vos maravilheis. Pois, assim como o Pai ressuscita os mortos, e os vivifica, assim também o Filho vivifica aqueles que querem. E também o Pai a ninguém julga, mas deu ao Filho todo o juízo; para que todos honrem o Filho, como honram o Pai. Quem não honra o Filho, não honra o Pai que o envio. Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida. Em verdade, em verdade vos digo que vem a hora, e agora é em que os mortos ouvirão a voz do Filho de D-us, e os que a ouvirem viverão. Porque, como o Pai tem a vida em si mesmo, assim deu também ao Filho ter a vida em si mesmo;

Yochanan - João 6:28-46; “Disseram-lhe, pois: Que faremos para executarmos as obras de D-us? Jesus respondeu, e disse-lhes: A obra de D-us é esta: Que creiais naquele que ele enviou. Disseram-lhe, pois: Que sinal, pois, fazes tu, para que o vejamos, e creiamos em ti? Que operas tu? Nossos pais comeram o maná no deserto, como está escrito: Deu-lhes a comer o pão do céu. Disse-lhes, pois, Jesus: Na verdade, na verdade vos digo: Moisés não vos deu o pão do céu; mas meu Pai vos dá o verdadeiro pão do céu. Porque o pão de D-us é aquele que desce do céu e dá vida ao mundo. Disseram-lhe, pois: Senhor dá-nos sempre desse pão.

E Jesus lhes disse: Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome, e quem crê em mim nunca terá sede. Mas já vos disse que também vós me vistes, e, contudo, não credes. Tudo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora. Porque eu desci do céu, não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou. E a vontade do Pai que me enviou é esta: Que nenhum de todos aqueles que me deu se perca, mas que o ressuscite no último dia. Porquanto a vontade daquele que me enviou é esta: Que todo aquele que vê o Filho, e crê nele, tenha a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia. Murmuravam, pois, dele os judeus, porque dissera: Eu sou o pão que desceu do céu. E diziam: Não é este Jesus, o filho de José, cujo pai e mãe nós conhecemos? Como, pois, diz ele: Desci do céu? Respondeu, pois, Jesus e disse-lhes: Não murmureis entre vós. Ninguém pode vir a mim, se o Pai que me enviou o não trouxer; e eu o ressuscitarei no último dia. Está escrito nos profetas: E serão todos ensinados por D-us. Portanto, todo aquele que do Pai ouviu e aprendeu vem a mim. Não que alguém visse ao Pai, a não ser aquele que é de D-us; este tem visto ao Pai.

Ruhomayah - Romanos 8: 14-15; “Porque todos os que são guiados pelo Espírito de D-us, esses são filhos de D-us. Porque não recebestes o espírito de escravidão, para outra vez estardes em temor, mas recebestes o Espírito de adoção de filhos, pelo qual clamamos: Aba, Pai. 

3.    No que cremos sobre D-us, o Criador?
Cremos que Ele criou o homem a imagem e semelhança dele mesmo e na sua criação os fez homem e mulher. Citaremos referências a seguir:

 

Bereshit - Gênesis 1:1 – “No princípio criou Deus os céus e a terra”. Comentários: Entendemos que, no princípio, não significando o “Princípio da Eternidade”, formou D-us a terra, dando a existência algo que não existia, formando-a do nada, apenas a sua palavra de ordem.

 

Bereshit - Gênesis 1:26 – “E disse D-us: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra”. Comentários: Compreendemos a majestade na pluralidade do façamos a nossa imagem e semelhança, representando a unidade de D-us em um todo da criação, indicando a criação do homem de uma forma natural e moralmente semelhante a D-us e que ao pecar perdeu a semelhança moral a qual era a sua impecabilidade, mas entendemos que a semelhança natural, intelecto, emoções e vontade, ele ainda retém. Referências: Gn 6:9; Tg 3:9

 

Bereshit - Gênesis 1:27 – “E criou D-us o homem à sua imagem; à imagem de D-us o criou; homem e mulher os criou”. Comentários: Entendemos que, o fator homem, como uma palavra usada no genérico e depois ampliada em seu sentido à mulher (macho e fêmea). A formação física de Eva como mulher só é dada detalhes em Gn 2: 18-23.

 

Shemót - Êxodo 20:11 – “Porque em seis dias fez o SENHOR os céus e a terra, o mar e tudo que neles há, e ao sétimo dia descansou; portanto abençoou o SENHOR o dia do sábado, e o santificou”. Comentários: Acreditamos na completa escritura da palavra dentro do tempo da criação, conforme nos é relatado neste versículo, tendo como dia especial, santo e de ordem, o sábado como o dia do Senhor e como descanso para seu povo, seja para homem ou para animais, mas isso não nos permite excluir qualquer outro dia na presença do Eterno.

 

Nehemya - Neemias 9:6 – “Só tu és SENHOR; tu fizeste o céu, o céu dos céus, e todo o seu exército, a terra e tudo quanto nela há, os mares e tudo quanto neles há, e tu os guardas com a vida a todos; e o exército dos céus te adora”. Comentários: Entendemos neste versículo, que o relembrar da aliança Abraânica dentro do povo de Israel, veio à tona, ao reconhecimento da majestade e da grandeza do Criador.

 

Tehilim - Salmos 8:3 – “Quando vejo os teus céus, obra dos teus dedos, a lua e as estrelas que preparaste”. Comentários: Podemos compreender que o Senhor, o Deus de Israel é o D-us de tudo.

 

Tehilim - Salmos 24: 1-2 – “Ao Senhor pertence à terra e tudo o que nela se contém, o mundo e os que nele habitam. Fundou-a ele sobre os mares e sobre as correntes a estabeleceu”. Comentários: Acreditamos que, neste hino de louvor, o Salmista queria exaltar e glorificar o possuidor de toda terra. E instruir possíveis adoradores, tanto quanto ele o adorava.

 

Tehilim - Salmos 33:6 – “Pela palavra do Senhor foram feitos os céus, e todo o exército deles pelo espírito da sua boca”. Comentários: Podemos entender a ordem direta na criação, através da palavra e do sopro da boca do Senhor.

 

Yeshayahu - Isaías 40:12 – “Quem mediu na concha da sua mão as águas, e tomou a medida dos céus aos palmos, e recolheu numa medida o pó da terra e pesou aos montes com peso e os outeiros em balanças”? Comentários: Podemos entender que o universo inteiro fica reduzido ao mínimo, quando comparado a Deus o nosso Criador. 

 

Yirmeyahu - Jeremias 51:15 – “Ele fez a terra com o seu poder, e ordenou o mundo com a sua sabedoria, e estendeu os céus com o seu entendimento”. Comentários: Podemos entender que não existe sabedoria maior do que a do nosso D-us.
Atos dos Emissários - Atos dos Apóstolos 14:15 – “E dizendo: Senhores, por que fazeis essas coisas? Nós também somos homens como vós, sujeitos às mesmas paixões, e vos anunciamos que vos convertais dessas vaidades ao D-us vivo, que fez o céu, e a terra, o mar, e tudo quanto há neles”. Comentários: Podemos ver quão precioso, quando a sua criação reconhece o poder de nosso Criador, se humilhando em compreensão que tudo quanto existe proveu de um Deus vivo e não de mãos humanas ou de deuses construídos pelos homens.

 

Efessayah - Efésios 3:9 – “E demonstrar a todos qual seja a dispensação do mistério, que desde os séculos esteve oculto em D-us, que tudo criou por meio de Jesus Cristo”. Comentários: Entendemos que, o nosso Soberano já tinha planos e propósitos para sua igreja, através de Yeshua há Mashiach. 

4.    No que cremos sobre o acesso do homem a D-us
Cremos que o ser humano, criado a imagem e semelhança do D-us invisível tem acesso ao pai através de Yeshua conforme a palavra nos orienta:

 

Tehilim - Salmos 145:18 – “Perto está o Senhor de todos os que o invocam, de todos os que o invocam em verdade”. Comentários: Entendemos que este versículo fala por si, sem maiores explicações.

 

Yochanan - João 14:6 – “Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao pai, senão por mim”. Comentários: Entendemos que a pessoa de Yeshua é a nossa única ligação com o Eterno.

 

Ivrim - Hebreus 4:16 – “Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno”. Comentários: Entendemos que se nos achegarmos com confiança na presença do Eterno, temos toda a ajuda do qual necessitamos para a nossa vida, em todas as áreas.

 

Ya’akov - Tiago 4:8 – “Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós. Limpai as mãos, pecadores: e, vós de duplo ânimo, purificai os corações”. Comentários: Entendemos que para andarmos com o Eterno passamos por um processo de santificação pessoal através do agir; dele em nós.

5.    No que cremos Sobre a Graça de D-us?
Cremos num D-us justo e grandioso que se compadece de sua criação conforme referências a seguir:

 

Bereshit - Gênesis 6:8 – “Noé, porém, achou graça aos olhos do Senhor”. Comentários: Cremos que todos nós somos agraciados pelo Eterno, quando estamos no centro da sua vontade.

 

Tehilim - Salmos 51:1 - “Tem misericórdia de mim, ó D-us, segundo a tua benignidade; apaga as minhas transgressões, segundo a multidão das tuas misericórdias”. Comentários: Cremos na misericórdia do Eterno.

 

Yochanan - João 1:16 – “E todos nós recebemos também da sua plenitude, e graça por graça”. Comentários: Cremos no dom gratuito de D-us através da sua graça.

 

Ruhomayah - Romanos 3:24 – “Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus”. Comentários: Cremos que através de Ieshua Há Mashiach temos a graça que há em D-us.

 

Ruhomayah - Romanos 5:2 – “Pelo qual também temos entrada pela fé a esta graça, na qual estamos firmes, e nos gloriamos na esperança da glória de D-us”. Comentários: Cremos que a nossa glória provém da glória de nosso Senhor, sabendo que devemos estar firmes. Nele.

 

Ruhomayah - Romanos 15:5-6 – “Ora, o D-us de paciência e consolação vos conceda o mesmo sentimento uns para com os outros, segundo Cristo Jesus. Para que concordes, a uma boca, glorifiqueis ao D-us e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo”. Comentários: Cremos que através de Yeshua podemos compartilhar do mesmo sentimento uns para com os outros.

 

Curintayah Beit - II Coríntios 12:9 – “E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo”. Comentários: Cremos na suficiência da graça do Eterno através de Ieshua.

 

Efessayah - Efésios 2:8 – “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e sito não vem de vós, é dom de D-us”. Comentários: Cremos na salvação através da graça de D-us.

 

Ivrim - Hebreus 4:16 - “Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno”. Comentários: Cremos na ajuda do Eterno em nosso meio.

 

Kefá Beit - II Pedro 3:18 – “Antes crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora, como no dia da eternidade. Amém”. Comentários: Que a busca de nosso conhecimento seja por mais de Deus.

6.    No que cremos sobre o amor de D-us? Um D-us amoroso.
Cremos no amor incondicional acima da condição do pecado do homem, amor este refletido à humanidade através de seu filho, conforme referências a seguir:

 

Yeshayahu - Isaías 54:10 – “Porque os montes se retirarão, e os outeiros serão abalados; porém a minha benignidade não se apartará de ti, e a aliança da minha paz não mudará, diz o S-NHOR que se compadece de ti”. Comentários: Podemos entender que o amor do S-nhor está sobre modo elevado ao nosso conhecimento e que esse amor, o homem não compreende em muitas situações da vida. Vemos que o nosso D-us é um D-us de aliança e que guarda tudo com braço forte.

 

Yochanan - João 3:16 – “Porque D-us amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. Comentários: Podemos ver o amor de D-us que age e se manifesta de forma natural e sobrenatural, e que os parâmetros de amor são sacrificiais, tanto para o homem quanto para ele mesmo.

 

Yochanan - João 17:23 – Eu neles e tu em mim, a fim de que sejam aperfeiçoados na unidade, para que o mundo conheça que tu me enviaste, e os amaste como também amaste a mim”. Comentários: Podemos entender nesse versículo que, todas as pessoas que confessam Ieshua como Salvador de sua vida, elas fazem parte de um único corpo, na totalidade de uma única família, sendo a família de D-us, quer queira, seja judeu ou não judeu, grego ou romano, pois todos fazem parte do corpo do Mashiach (Messias).

 

Ruhomayah - Romanos 8:31-32 – “Que diremos, pois, a estas coisas? Se D-us é por nós, quem será contra nós? Aquele que nem mesmo a seu próprio filho poupou, antes o entregou por todos nós, como nós não dará também com ele todas as coisas”? Comentários: Entendemos que o expressar o amor de D-us, para com o homem foi tamanho que, não existe nada no mundo capaz de nos separar do amaro de Deus, a não ser o pecado, a sedução das coisas que não convém na presença do Senhor ou fora dela.

 

Ruhomayah - Romanos 8:38-39 – “Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de D-us, que está em Cristo Jesus nosso S-nhor”. Comentários: Entendemos que o próprio versículo fala por sim mesmo. 

7.    Nós Cremos na Santidade de D-us?
Cremos que Ele é D-us - Santo e que não existe outro como Ele mesmo, como se vê abaixo:

 

Shemót - Êxodo: 15:11. Oh Senhor, quem é como tu entre os deuses? Quem é como tu glorificado em Santidade, admirável em louvores, realizando maravilhas? Comentários: Entendemos que não existe outro como Ele, entre todos os outros deuses e que o mesmo é Santo. A Santidade, porém, está muitas vezes distante do homem, por conta das escolhas deste último.

 

Vayikrá - Levítico 19:2. Fala a toda congregação dos filhos de Israel, e dize-lhes: Santos sereis, porque eu, o Senhor vosso Deus, sou Santo. Comentários: Estes versículos falam por si mesmo, assim, temos a obrigação de sermos Santos, porque o nosso D-us é Santo.

 

Habaquq - Habacuque 1:13. Tu és tão puro de olhos, que não podes ver o mal, e a opressão não podes contemplar. Por que olhas para os que procedem aleivosamente, e te calas quando o ímpio devora aquele que é mais justo do que ele? Comentários: Entendemos que o que se passa com o homem, quando não está no plano e propósito de D-us, são condicionantes toleradas pelo Eterno, que não invade a privacidade do Indivíduo em seu livre arbítrio.

 

Guilyana - Apocalipse 4:8. E os quatro animais tinham cada um de per si, seis asas, e ao redor, e por dentro, estavam cheios de olhos; e não descansam nem de dia nem de noite, dizendo: Santo, Santo, Santo é o Senhor D-us, o Todo Poderoso, que era e que é, e que há de vir. Comentários: Entendemos que toda a criação exalta o Criador na grandeza de; Sua majestade. Somente com condição de sermos Santos nos unimos à criação, fazendo dessas palavras as nossas. Santo! Santo! Santo!

8.    Nós Cremos na Soberania de D-us. 
Cremos em um D-us, soberano. Em um D-us que é Rei, e que o Mesmo reina e que nada sai do Seu controle, como se vê a seguir:

 

Shemót - Êxodo 15:18. O Senhor reinará eterna e perpetuamente. Comentários: Entendemos que o Único Rei Eterno é o D-us de Israel e reinará através de seu filho Yeshua (Jesus).

 

Shemót - Êxodo 18:11.  Agora sei que o Senhor é maior que todos os deuses; porque na coisa em que se ensoberbeceram, os sobrepujou. Comentários: Entendemos que a grandeza do Eterno não se limita ao conhecimento do homem.

 

Devarim - Deuteronômio 4:39. Por isso hoje saberás, e refletirás no teu coração, que só o Senhor é D-us, em cima no céu e em baixo na terra; nenhum outro há. Comentários: Entendemos que só existe um Rei e que este Rei Reina eternamente.

 

Yehoshua - Josué 2:11. O que ouvindo, desfaleceu o nosso coração, e em seguida mais há ânimo algum, por causa da vossa presença; porque o Senhor vosso D-us é D-us em cima nos céus e em baixo na terra. Comentários: Entendemos que o Eterno reina da forma, condição e situação que lhe apraz, indiferente da interferência do homem, sendo que o Eterno muitas vezes permite a participação do homem de forma intima no relacionamento espiritual, porem com ressalvas desta maturidade espiritual.

 

Tehilim - SaImos 24:1. Do Senhor é a terra e a sua plenitude, o mundo e aqueles que nele habitam. Comentários: Entendemos que a Terra em sua totalidade não pertence a nenhum tipo de governo ou república e sim a D-us, entendemos que o governo de homens existe para uma questão administrativa financeira de recursos em prol do próprio homem, porem o mesmo não se qualifica dono.

 

Tehilim - SaImos 93-1-2. O Senhor reina; está vestido de majestade. O Senhor se revestiu e cingiu de poder; o mundo também está firmado, e não poderá vacilar. O teu trono está firme desde então; tu és desde a eternidade. Comentários: Entendemos que. O Eterno não tem começo, meio ou fim e por ser Senhor e Rei, lhe é atribuído todo o poder.

 

Tehilim - SaImos 95:3-5.  Porque o Senhor é D-us grande, e Rei grande sobre todos os deuses. Em suas mãos estão às profundezas da terra, e as alturas dos montes são suas. Seu é o mar; e ele o fez, e as suas mãos formaram a terra seca. Comentários: Entendemos que existem outros deuses feitos por homens e adorados pelos mesmos, sendo que estes deuses não dizem respeito ao D-us de Israel e sim a entidades espirituais, que ousam ter os atributos divinos.

 

Tehilim - SaImos 96:10. Dizei entre os gentios que o Senhor Reina. O mundo também se firmará para que se não abale: julgará os povos com retidão. Comentários: Entendemos que a palavra faz distinção de povos e pessoas, porem o Eterno está disponível na pessoa do messias a todos quanto s o confessarem e professarem as instruções deixadas nas escrituras, nós sabemos que o homem se estrutura em seus diversos tipos de sociedades, com os seus diversos tipos de culturas e costumes, mas acreditamos na cultura e costumes bíblicos.

Matitiyahu - Mateus 6: 10-13. Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu; O pão de cada dia nos dá hoje; E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores; E não nos induzas à tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém. Comentários: Entendemos que a oração dada por Yeshua ao mundo deixa claro para o homem que o Eterno é soberano em tudo, não importa divisas de estados, governos de homens ou placas de denominações religiosas ou outros tipos de credos religiosas.

 

Matitiyahu - Mateus 11:25. Naquele tempo, respondendo Jesus, disse: Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, que ocultaste estas coisas aos sábios e entendidos, e as revelaste aos pequeninos. Comentários: Entendemos que a soberania do Eterno ficou evidenciada após Yeshua (Jesus) dar graças ao Pai.

 

Ma`assei Sh`lichim - Atos dos Apóstolos. 17:24. O D-us que fez o mundo e tudo que nele há, sendo Senhor do céu e da terra, não habita em templos feitos por mãos de homens; Comentários: Entendemos que a soberania do Eterno não pode estar em locais feitos por homens, logo acreditamos que todos os lugares de culto, indiferente de seu formato, placa e estrutura são casas de oração e adoração ao Senhor para o ajuntamento de povos (pessoas), denominados Igrejas.

 

Ruhomayah - Ruhomayah - Romanos 14:11. Porque está escrito: Como eu vivo, diz o Senhor, que todo o joelho se dobrará a mim, E toda língua confessará a D-us. Comentários: Não precisamos comentar este versículo, por ser explícito o entendimento.

 

Sepher Dibrê Hayyamîm - I Crônicas 29:11 – Tua é, Senhor, a magnificência, e o poder, e a honra, e a vitória, e a majestade; porque teu é tudo quanto há nos céus e na terra; teu é, Senhor, o reino, e tu te exaltaste por cabeça sobre todos. Comentários: Não precisamos comentar este versículo, por ser explícito o entendimento.

 

Timoteus Aleph - I Timóteo 6:15. – A qual há seu tempo mostrará o bem-aventurado, e único poderoso Senhor, Rei dos reis e Senhor dos senhores; Comentários: Não precisamos comentar este versículo, por ser explícito o entendimento.

 

Guilyana - Apocalipse 19:6. E ouvi como que a voz de uma grande multidão, e como que a voz de muitas águas, e como que a voz de grandes trovões, que dizia: Aleluia! Pois já o senhor D-us Todo-Poderoso reina. Comentários: Não precisamos comentar este versículo, por ser explícito o entendimento.

9.    Nós Cremos em D-us Filho (Ha Ben)?
D-us tem um Filho, que na realidade é D-us homem, conforme descritos abaixo mencionados.

 

Tehilim - Salmos 2; “Por que se amotinam os gentios, e os povos imaginam coisas vãs? Os reis da terra se levantam e os governos consultam juntamente contra o S-NHOR e contra o seu ungido, dizendo: Rompamos as suas ataduras, e sacudamos de nós as suas cordas. Aquele que habita nos céus se rirá; o Senhor zombará deles. Então lhes falará na sua ira, e no seu furor os turbará. Eu, porém, ungi o meu Rei sobre o meu santo Monte de Sião. Proclamarei o decreto: o SENHOR me disse: Tu és meu Filho, eu hoje te gerei Pede-me, e eu te darei os gentios por Tu os esmigalharás com uma vara de ferro; tu os despedaçarás como a um vaso de oleiro. Herança, e os fins da terra por tua possessão. Agora, pois, ó reis, sede prudentes; deixai-vos instruir, juízes da terra. Servi ao SENHOR com temor, e alegrai-vos com tremor. Beijai o Filho, para que se não ire, e pereçais no caminho, quando em breve se acender a sua ira; bem-aventurados todos aqueles que nele confiam”. Comentários: Entendemos que o próprio versículo fala por si só.

 

Shelomoh - Provérbios 30:4-6; “Quem subiu ao céu e desceu”? Quem encerrou os ventos nos seus punhos? Quem amarrou as águas numa roupa? Quem estabeleceu todas as extremidades da terra? Qual é o seu nome? E qual é o nome de seu filho, se é que o sabes? Toda a Palavra de D-us é pura; escudo é para os que Nada acrescentes às suas palavras, para que não te repreenda e sejas achado mentiroso. Confiam nele. Comentários: Entendemos que o próprio versículo fala por si só.

 

Ivrim - Hebreus 1; “Havendo D-us antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho, A quem constituiu herdeiro de tudo, por quem fez também o mundo. O qual, sendo o resplendor da sua glória, e a expressa imagem da sua pessoa, e sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo feito por si mesmo a purificação dos nossos pecados, assentou-se à destra da majestade nas alturas; feito tanto mais excelente do que os anjos, quanto herdou mais excelente nome do que eles. Porque, a qual dos anjos disse jamais: Tu és meu Filho, hoje te gerei? Eu lhe serei por Pai, E ele me será por Filho? E outra vez, quando introduz no mundo o primogênito, diz: E todos os anjos de D-us o adorem. E, quanto aos anjos, diz: Faz dos seus anjos espíritos, E de seus ministros labaredas de fogo. Mas, do Filho, diz: O D-us, o teu trono subsiste pelos séculos dos séculos; Cetro de equidade é o cetro do teu reino. Amaste a justiça e odiaste a iniquidade; por isso D-us, o teu D-us, te ungiu com óleo de alegria mais do que a teus companheiros. E: Tu, Senhor, no princípio fundaste a terra, E os céus são obra de tuas mãos. Eles perecerão, mas tu permanecerás; E todos eles, como roupa, envelhecerão, E como um manto os enrolarás, e serão mudados. Mas tu és o mesmo, E os teus anos não acabarão. E a qual dos anjos disse jamais: Assenta-te à minha destra, até que ponha a teus inimigos por escabelo de teus pés? Não são porventura todos eles espíritos ministradores, enviados para servir a favor daqueles que hão de herdar a salvação? Comentários: Entendemos que o próprio versículo fala por si só.

 

Lucas - Lucas 12: 35-37: Estejam cingidos os vossos lombos, e acesas as vossas candeias. E sede vós semelhantes aos homens que esperam o seu senhor, quando houver de voltar das bodas, para que, quando vier, e bater, logo possam abrir-lhe. Bem-aventurados aqueles servos, os quais, quando o S-nhor vier, achar vigiando! Em verdade vos digo que se cingirá, e os fará assentar à mesa e, chegando-se, os servirá. Comentários: Entendemos que o próprio versículo fala por si só, fazendo uma referência ao tempo das últimas coisas. 

 

Yochanan - João 1:  29-34, e 49: No dia seguinte João viu a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de D-us, que tira o pecado do mundo. Este é aquele do qual eu disse: Após mim vem um homem que é antes de mim, porque foi primeiro do que eu. E eu não o conhecia; mas, para que ele fosse manifestado a Israel, vim eu, por isso, batizando com água. E João testificou, dizendo: Eu vi o Espírito descer do céu como pomba, e repousar sobre ele. E eu não o conhecia, mas o que me mandou a batizar com água, esse me disse: Sobre aquele que vires descer o Espírito, e sobre ele repousar, esse é o que batiza com o Espírito Santo. E eu vi, e tenho testificado que este é o Filho de D-us. - Natanael respondeu, e disse-lhe: Rabi, tu és o Filho de D-us; tu és o Rei de Israel. Comentários: Entendemos que o próprio versículo fala por si só.

 

Yochanan - João 3:14-18: E, como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do homem seja levantado; para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque D-us amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque D-us enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de D-us. Comentários: Entendemos que o próprio versículo fala por si só.

10.    No que cremos Sobre Yeshua Há Mashiach como Divindade?
Não estaremos comentando os versículos abaixo citados por estarem em entendimento claro em nossos dias. 

 

Matityahu - Mateus 1:22 – “Tudo isso aconteceu para que se cumprisse o que foi dito da parte do Senhor, pelo profeta, que diz”; 

 

Matityahu - Mateus 3:17 – “E eis que uma voz dos céus dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo”. 

 

Matityahu - Mateus 8:29 – “E eis que clamaram, dizendo: Que temos nós contigo, Jesus, Filho de Deus? Vieste aqui atormentar-nos antes do tempo”?

 

Yochanan - João 1:1 – “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus”.

 

Yochanan - João 5:17 – “E Jesus lhes respondeu: Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também”.

 

Yochanan - João 5: 22-23 – “E também o Pai a ninguém julga, mas deu ao Filho todo o juízo”; “Para que todos honrem o Filho, como honram o Pai. Quem não honra o Filho, não honra o Pai que o envio”.

 

Yochanan - João 10:10 – “O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância”.

 

Yochanan - João 20:28 – “E Tomé respondeu, e disse-lhe: Senhor meu, e Deus meu”!

 

Filipissayah - Filipenses 2:6 – “Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus”.

 

Ivrim - Hebreus 1:8 – “Mas, do Filho, diz: Ó Deus, o teu trono subsiste pelos séculos dos séculos; Cetro de equidade é o cetro do teu reino”.

 

Ivrim - Hebreus 13:8 – “Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente”.

 

Guilyana - Apocalipse 1:8 – “Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, diz o Senhor, que é, e que era, e que há de vir, o Todo-Poderoso”.

  • Grey Twitter Icon
  • Grey LinkedIn Icon
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Pinterest Icon
  • Grey Instagram Icon
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now